(Fonte: miyulivingdead)

Um dia ele me ergueu
e disse: eu te amo
Um dia
bem antes disso
segurou minha minha mão
e, se como tivesse o poder de parar o mundo
olhou fundo nos meus olhos
tão fundo
que ele não saiu mais de lá
e eu também, naquele instante, me perdi dentro dele
Um dia ele desligou o telefone e nunca mais…

- 12/05/2012 -
—————————

(Fonte: pedrovencido)

Depois daquele dia
daquele e-mail
em meio ao meu alívio e ao seu medo
o silêncio se instalou de uma forma fria e definitiva
Contra a minha vontade, num acordo tácito
foram proibidos os telefonemas, as palavras
ou qualquer ruído que significasse comunicação entre nós

- 1998 -
—————————

Falar “eu te amo”, pode ser até fácil, difícil é ouvir “eu te amo”, não por raridade, mas por medo. O amor assusta!

Pedro Vencido

(Fonte: pedrovencido)

Em 29 de agosto de 1998 14:30, Pedro Vencido <pedrovencido@gmail.com> escreveu para ***

Meu querido, espero que esteja bem. Eu estou como sempre estive, mas já não dá pra permanecer assim por mais tempo. Faz tantos anos que nos conhecemos e talvez nunca tenha sido tão franco contigo como serei agora. Acho que até aqui você deve estar curioso e grilado, por isso vou me apressar.
Lembro-me do primeiro dia que nos vimos naquela sala de exame de vestibular. Você no meu lado esquerdo à frente e eu desenhando bobagens para relaxar. Ver você paralisou tudo. Não esqueço dos seus olhos cinza-verde-azulados, profundamente tímidos e enigmáticos. Acho que você olhou pra trás para observar o que eu desenhava. Sei que você também se lembra. Você me disse tempos depois sobre o meu desenho. E desde então, tantas coisas boas aconteceram, mas as demandas da vida nos afastou, seu trabalho, minha faculdade e agora, seu noivado e logo casamento.
Preferia estar olhando nos seus belos olhos, e não escrevendo este e-mail, para lhe dizer que por todos esses anos só você e exclusivamente você ocupou meu coração, minha cabeça, meu sorriso e minhas lágrimas. Por isso lhe digo, sem sombra de dúvidas, que sempre fui apaixonado por você, que lhe desejo como homem, que te amo além de tudo que eu possa sentir. Te amo como aquele que dorme ao meu lado, como aquele que levo flores, como aquele que me perco num beijo profundo, como aquele que derrama o seu gozo sobre o meu corpo.
Agora que me exponho completamente, que me dispo da minha pele, que me coloco em carne viva para você, já não sei o que será de nós, mas sei que me sinto completamente leve, e por isso, estou livre. Mas fique à vontade para fazer o que achar melhor, não lhe exijo nada, não lhe peço nada e não espero nada. Estarei sempre de peito aberto para você, seja como amigo ou como amante. Mas agora, a sobrevivência da nossa relação estar nas suas mãos. Te amo!
Abraços e fique em paz!

Pedro Vencido

(Fonte: pedrovencido)

Foi real enquanto durou

Pedro Vencido

(Fonte: pedrovencido)

(via h4ve-sex)

Não há como conter uma verdade indefinidamente
esse fungo que brota do coração e invade minha cabeça
avançando pela epiderme e que logo estará surgindo como cogumelos coloridos à flor da pele
A verdade, esse parasita divino, está exposta
e já não tenho mais como contê-la
pois já dominou meus músculos, meus nervos, mãos e língua
Me desculpe, mas tenho que lhe dizer
já não há mais como esconder a verdade
e se isso durar mais um segundo serei consumido
como uma fruta podre é consumida pelo bolor
Espero que esteja preparado para a dose de penicilina
que será cuspida na sua cara
para que eu me liberte e para que você acorde
ou me abandone definitivamente

- 1998 -

—————————

Por que você não sai um pouquinho da minha cabeça e vai passear?

(Fonte: tatib--caiof, via martirizar-me-deactivated201209)

O amor não gosta de ser perseguido. Nessas horas ele some, sempre dando o fora. Porém, o amor adora perseguir quem não lhe persegue

Pedro Vencido

(Fonte: pedrovencido)